ARTE – MÚSICA – ERIK SATIE – 1866 – 1925

 

MATRÍCULAS ABERTAS PARA O CURSO DE COMPOSIÇÃO PARA O AUDIO VUSIAL E PARA O CURSO DE ARTE MODERNA MULTIDISCIPLINAR

Mais informações na página do site.

Compositor e Pianista francês, participou das vanguardas mais importantes do século XX  além de ser o precursosr do Minimalismo e do Teatro do Absurdo – influênciou seus amigos, Debussy e Ravel – e criou o ” Ragtime “, ritmo pré-jazz com estruturas minimalistas. Em 1878, ingressou no Conservatório de Paris sendo ridicularizado pelos professores. Passou a tocar em bares como no ” Chat Noir “ onde se apresentava como ” Gymnopedista” ( Gymnopaedia era o nome do festival grego dedicado ao Deus Apollo ). Em 1898 deixa Montmartre para morar num subúrbio de Paris,  continuando a se apresentar em casas e bares do bairro boêmio de Monmartre.

Sua música aboliu as estruturas complexas musicais introduzindo a máxima Impressionista ” a essencialização da forma “, como na peça ” Vexations ” de 1893 formada por 12 compassos que se repetem 840 vezes. Em 1911, Ravel apresenta os seus trabalhos para a Sociedade Internacional de Música e pela primeira vez Satie ganha a atenção do público. Jean Cocteau tambem se interessa por sua música e logo Satie estava escrevendo as partituras  do balé ” Parade “ ( Cenários de Pablo Picasso ) de 1917  para o ”  Ballet Russes ” de Diaghilev. A partir daí consolidou sua música revolucionária e inovadora, incorporando sonoridades diversas, inspirando o Poéta Apollinaire a descrevê-la como ” Surrealista “, definição que logo em seguida daria o nome a famosa Vanguarda de André Breton.

 


This entry was posted on domingo, março 14th, 2010 at 13:37 and is filed under Sem categoria. You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave a Reply