ARTE – TEATRO – FERNANDO ARRABAL – 1932

 

MATRÍCULAS ABERTAS PARA O CURSO DE INTERPRETAÇÃO PARA PERFORMANCE E ARTE MODERNA MULTIDISCIPLINAR

Mais informações nas páginas do site.

Escritor, Dramaturgo e Cineasta Espanhol aos dez anos recebeu o prêmio de ” superdotado “ no colégio de sua cidade natal, Cuidade Rodrigo, Salamanca. Exilado na França desde 1955, Arrabal desenvolveu uma Poética Multidisciplinar em sua obra – criou para Teatro, Cinema, Poesia, escreveu ensaios, novelas e sua famosa carta ao ditador Franco.

Dirigiu longas metragens, 14 Novelas, dezenas de livros de Poesia e mais de 100 peças Teatrais. Em sua Poética, aborda as possibilidades da transfiguração humana e o caos das sociedades contemporâneas com forte influências das estéticas Dadaístas, Surrealistas e do Teatro do Absurdo. Funda o Teatro do Pânico a partir dos anos 60, com uma proposta crítica, incorporando a intervenção direta na cena interagindo elenco e público, mesclando elementos de outras linguagens da arte e apresentando uma temática sobre o medo e toda a sorte de descontroles socias.

Entre suas obras Teatrais mais importantes temos ” El triciclo “ de 1953, ” Fando et Lis “ de 1955, ” La bicicleta del condenado “ de 1959, ” El Gran Ceremonial ” de 1963, ” El Jardin de las delícias “, 1967, ” El Laberinto “ de 1967, ” El cementério de automóveis “ de 1959, peça  considerada um marco do Teatro Contemporâneo. Sua peça ” El arquiteto y el emperador de Assíria “ de 1966, foi mais uma obra prima deste Artísta que figura hoje entre os mais renovadores da cena contemporânea em todo o mundo.

 


This entry was posted on sábado, março 13th, 2010 at 19:22 and is filed under Sem categoria. You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave a Reply