ARTE – ESCULTURA – YVES KLEIN – 1928 – 1962

 

MATRÍCULAS ABERTAS PARA OS CURSOS DE INTERPRETAÇÃO PARA PERFORMANCE ( AULAS NO IBIRAPUERA ) E ARTE CONTEMPORÂNEA

Mais informações nas páginas do site.

Artísta Multidisciplinar Francês, foi um dos mais importantes precursores da Arte Contemporânea. Começou a pintar em 1946 desenvolvendo trabalhos que classificou como Monocromáticos – pinturas essencializadas pela forma da tela, com uma única cor ou um único tratamento nas superfícies.

Concentrou-se nos matizes azuis de muita intensidade batizando-os de Azul Klein – Fora dos padrões convencionais da Pintura, utilizou esponjas como esculturas, ou ainda, partindo de uma lona no chão e modelos vivos nus aos quais pintava, pra logo em seguida decalcá-los nas lonas, imprimindo assim fragmentos dos corpos como desenhos – Chamava esta Pintura-Performance de ” Antropometria “.

Com esta mesma denominação levava uma tela devidamente pintada, com tinta fresca no capô do carro em um dia de chuva, por 100 km, deixando a chuva ” construir ” a composição – em outras vezes “Pintava ” com maçarico, queimando a tela. Criou uma partitura para as exposições participativas chamada  ” Sinfonia Monotônica “ – peça musical com variações de uma única nota.

 Seu trabalho é considerado metafísico e filosófico particularmente na série de Fotografias ” Saut dans le vide ” , de 1960, sobre a natureza do vazio e da ausência, documentando seus saltos pelas janelas do atelier em queda livre até o chão – ou em uma Performance jogando barras de ouro no rio Sena em Paris.

 

YVES KLEIN - Saut dans le vede, 1960

YVES KLEIN - Saut dans le vede, 1960


This entry was posted on sexta-feira, fevereiro 26th, 2010 at 01:35 and is filed under Sem categoria. You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave a Reply