ARTE – CINEMA – CHRIS MARKER – 1921 – 2012.

ARTE ACORDA O OLHAR

Christian François Bouche Villeneuve foi um Cineasta, Jornalista, Fotógrafo e Artista Multimídia Francês. Estudou Filosofia com Jean Paul Sartre e participou da Resistência francesa ( grupo Marquis ) na Segunda Guerra Mundial. Nos anos 50 participou do Movimento de Cinema Left Bank com Alain Resnais e Agnês Varda. Como Ensaísta e Documentarista trabalhou com Resnais no Documentário ” Estátuas não Morrem ” de 1953, tratando da importância da Arte Africana com suas máscaras e estatuária. Obteve notoriedade com o curta metragem “La Jetée ” ( The Pier ) em 1962. Entre seus principais trabalhos temos ainda ” Loin du Vietnam ” de 1967, ” A Bientôt J´espère ” de 1967, ” Le Fond de L´ar est Rouge ” de 1977,  ” Sans Soleil ” de 1983, ” A.K. ” sobre Akira Kurosawa, ” Tokyo Days ” de 1988, ” Gething away with it ” e ” Berlin 1900 ” de 1990, ” Prime Time in the Camps ” e ” SLON Tango ” de 1993, ” Level Five ” de 1997, ” One Day in the Life of Andrei Arsenevich ” de 2000. Como Cineasta caracterizou-se pelo trabalho experimental interagindo a questão documental, filosofia, ficção e ficção científica.

CHRIS MARKER

CHRIS MARKER

CHRIS MARKER - LA JETÈE - 1962.

CHRIS MARKER - LA JETÈE - 1962.

CHRIS MARKER - SENHORA CAMINHANDO PELA RUA GAY LUSSAC APÓS OS PROTESTOS DE MAIO DE 1968 - PARIS - 1968.

CHRIS MARKER - SENHORA CAMINHANDO PELA RUA GAY LUSSAC APÓS OS PROTESTOS DE MAIO DE 1968 - PARIS - 1968.

CHRIS MARKER - LE FOND DE L`AR EST ROUGE - 1977.

CHRIS MARKER - LE FOND DE L`AR EST ROUGE - 1977.

CHRIS MARKER - SANS SOLEIL - 1983.

CHRIS MARKER - SANS SOLEIL - 1983.


ARTE – AULA DE ARTE BRASILEIRA EM SÃO PAULO – 19 DE AGOSTO.

ARTE AMPLIA O OLHAR

A AULA DE ARTE BRASILEIRA ACONTECERÁ NO DIA 19 DE AGOSTO DE 2012 – EM SÃO PAULO – OS INTERESSADOS DEVEM ENVIAR NOME COMPLETO E TELEFONE DE CONTATO PARA O EMAIL DESTE SITE –

luilopreti@hotmail.com

FRANZ POST - CARRO DE BOI - 1638.

FRANZ POST - CARRO DE BOI - 1638.

O PROGRAMA APRESENTA UM PANORAMA HISTÓRICO E  PRODUÇÃO ARTÍSTICA DA ARTE BRASILEIRA DO SÉCULO XVI ATÉ O INÍCIO DO SÉCULO XX, COM VISITAS AO MUSEU DE ARTE SACRA, PINACOTECA DO ESTADO E PERCURSOS DE RUA NO CENTRO DA CIDADE.

IGREJA DE SANTO ANTONIO DO VALONGO - 1640 - SANTOS, SÃO PAULO.

IGREJA DE SANTO ANTONIO DO VALONGO - 1640 - SANTOS, SÃO PAULO.

PROGRAMA


1- MANEIRISMO E BARROCO – ARQUITETURA, ESTATUÁRIA, ARTE SACRA E POESIA NO BRASIL COLÔNIA;

2- A VINDA DA FAMÍLIA REAL PARA O BRASIL E A MISSÃO FRANCESA;

3- IMPÉRIO NO BRASIL – ARQUITETURA, POESIA, ESCULTURA, GRAVURA E PINTURA;

4- AS INOVAÇÕES MODERNISTAS  NAS ARTES NO FINAL DO SÉCULO XIX E INÍCIO DO XX – ART NOUVEAU E A INFLUÊNCIA EUROPÉIA DAS VANGUARDAS – SEMANA DE ARTE MODERNA DE 1922.

BELMIRO DE ALMEIDA - ARRUFOS - 1887.

BELMIRO DE ALMEIDA - ARRUFOS - 1887.

A AULA TERÁ INÍCIO AS 10 HORAS DA MANHÃ EM FRENTE AO MUSEU DE ARTE SACRA – AVENIDA TIRADENTES 676 – E TEM PREVISÃO DE ENCERRAMENTO AS 17HS . TODO O PERCURSO SERÁ FEITO DE METRÔ E CAMINHADAS PARA MELHOR APROVEITAMENTO DA PAISAGEM ARQUITETÔNICA DOS PERÍODOS ESTUDADOS.

APROVEITE ESTA OPORTUNIDADE DE CONHECER ” IN LOCO ” O DESENVOLVIMENTO DA PRODUÇÃO ARTÍSTICA BRASILEIRA FAZENDO SUA INSCRIÇÃO .

TEATRO COLISEU - SANTOS - 1909.

TEATRO COLISEU - SANTOS - 1909.


ARTE – FOTOGRAFIA – PABLO GENOVÉS – 1959

ARTE ACORDA O OLHAR!!!

Pablo Genovés é um Artista Espanhol. Nascido em Madri, resgata princípios Barrocos em suas composições, como a dualidade verdade-mentira, criando espectros visuais. Utiliza técnicas diversas na criação de colagens em séries a partir de Fotografias digitais com interferência de elementos da Pintura, re-contextualizando imagens de luxo e opulência em contraste com cenários de catástrofes. Sua temática dialoga os contrastes da cultura em oposição à natureza numa metáfora sobre o poder, como podemos vislumbrar nas obras de sua exposição ” CRONOLOGIA DO RUÍDO “.

PABLO GENOVÉS

PABLO GENOVÉS

PABLO GENOVÉS - CRONOLOGIA DO RUÍDO.

PABLO GENOVÉS - CRONOLOGIA DO RUÍDO.

PABLO GENOVÉS - APOCALIPSIS - COLLAGE.

PABLO GENOVÉS - APOCALIPSIS - COLLAGE.

PABLO GENOVÉS - CRONOLOGIA DO RUÍDO.

PABLO GENOVÉS - CRONOLOGIA DO RUÍDO.

PABLO GENOVÉS - CRONOLOGIA DO RUÍDO.

PABLO GENOVÉS - CRONOLOGIA DO RUÍDO.

PABLO GENOVÉS - CRONOLOGIA DO RUÍDO.

PABLO GENOVÉS - CRONOLOGIA DO RUÍDO.


ARTE – PINTURA – TAUBA AUERBACH – 1981.

ARTE ACORDA O OLHAR


Tauba Auerbach é uma artista dos EUA. Estudou Artes Visuais na Universidade de Stanford, na Califórnia, formando-se em 2003. Desenvolve composições anti convencionais na Pintura e Escultura, otimizando as relações visuais, dobrando, amaçando e recriando as conformações das superfícies. A ambiguidade nas suas obras tem lugar importante na temática sempre surpreendendo o expectador na revelção de novas espacialidades visuais e suas relações coloristas. Expõe suas obras em Galerias na Europa e EUA desde 2003 e tem seus trabalhos na Coleção do Museu de Arte Moderna de New York – MOMA.

TAUBA AUERBACH

TAUBA AUERBACH

TAUBA AUERBACH - ( 2,3 ) - 2011.

TAUBA AUERBACH - ( 2,3 ) - 2011.

TAUBA AUERBACH - CUBEARC FROM ( 2,3 ) - 2011.

TAUBA AUERBACH - CUBEARC FROM ( 2,3 ) - 2011.

TAUBA AUERBACH - GEM FROM ( 2,3 ) - 2011.

TAUBA AUERBACH - GEM FROM ( 2,3 ) - 2011.

TAUBA AUERBACH - MOBIUS FROM ( 2,3 ) 2011.

TAUBA AUERBACH - MOBIUS FROM ( 2,3 ) 2011.


ARTE – ARQUITETURA – MICHAEL HOPKINS – 1935.

SEM ARTE NÃO DÁ!!!!


Sir Michael Hopkins é um Arquiteto Inglês. Estudou na Sherborne School e participou da Associação dos Arquitetos, tornando-se junto com Norman Foster um dos representantes da Arquitetura High Tech na Inglaterra. Utilizando novos materiais e técnicas, como o aço leve e estruturas de vidro, associa alvenaria e carpintaria em novos arranjos arquitetônicos. Em 1994, recebeu a Real Medalha de Ouro do Royal Institute of British Architects. Professa a crença que o progresso não deve ser uma ruptura com o passado mas uma oportunidade para explorar os elementos tradicionais associados à tecnologia avançada. Desde 1992 pertence a Royal Academy. Entre suas obras podemos destacar sua casa em Hampstead ( Londres ) de 1976, a Casa de Ópera de Glyndebourne, o Edifício ” A Ronda ” em Hathersage, as Residências dos Parlamentares em Londres, o Forum de Norwich , O Velódromo de Londres de 2012 e a Extensão do Manchester City Art Gallery.

MICHAEL HOPKINS

MICHAEL HOPKINS

MICHAEL HOPKINS - HOPKINS HOUSE - LONDON - 1976.

MICHAEL HOPKINS - HOPKINS HOUSE - LONDON - 1976.

MICHAEL HOPKINS - SCHLUMBERGER CAMBRIDGE RESEARCH CENTRE - 1985.

MICHAEL HOPKINS - SCHLUMBERGER CAMBRIDGE RESEARCH CENTRE - 1985.

MICHAEL HOPKINS - NEW PARLIAMENTARY BUILDING - LONDON - 2000.

MICHAEL HOPKINS - NEW PARLIAMENTARY BUILDING - LONDON - 2000.

MICHAEL HOPKINS - THE FORUM - NORWICH - 2001.

MICHAEL HOPKINS - THE FORUM - NORWICH - 2001.

MICHAEL HOPKINS - VELODROME - LONDON - 1012.

MICHAEL HOPKINS - VELODROME - LONDON - 1012.


BEM VINDOS A MATÉRIA DE NÚMERO 600 DO SITE!!!

SEM ARTE NÃO DÁ !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Visite nossas páginas e encontrará matérias sobre Artistas, Obras, Vanguardas e Estéticas de forma interdisciplinar, do Período Moderno, Contemporâneo e de Arte Brasileira.

Para navegar no site de maneira mais simples basta ir ao “BUSCA” e digitar – ARTE CINEMA, ARTE MÚSICA, ARTE POESIA, ARTE PINTURA…que várias páginas com matérias com textos para aprofundar uma boa pesquisa, com fotos das obras dispostas cronologicamente e vídeos.

Participe enviando seus comentários e sugestões!!!…assim podemos melhorar cada vez mais publicando conteúdos de forma mais assertiva!!!

PINTURA

PAUL CEZANNE - LE LAC D-ANNECY - 1896.

PAUL CEZANNE - LE LAC D-ANNECY - 1896.

ESCULTURA

AUGUST RODIN - UGOLIN - 1882 - 1906.

AUGUST RODIN - UGOLIN - 1882 - 1906.

POESIA

STEPHANE MALLARMÉ

STEPHANE MALLARMÉ

L`APRÉS-MIDI D`UN FAUNE

A tarde de verão de um fauno

A tarde de um fauno

A sesta de um fauno

Églogue

1876

Quero perpetuar essas ninfas.

Tão claro

Essas ninfas eu quero eternizar.

Tão leve

Vou perpematar essas ninfas.

É tão claro

É o rodopio de carnes que ele gira no ar

É a sua carnação, que ele gira no ar

Seu ligeiro encarnado a voltear no ar

Entorpecido de pesados sonos.

Sonho?

Sonolento de sonhos e arbustos.

Foi Sonho?

Espesso de mormaço e sonos.

Sonhei ou … ?

MÚSICA

CLAUDE DEBUSSY

ARQUITETURA

FRANK LLOYD WRIGHT - BARNSDALL HOUSE - LOS ANGELES - 1916.

FRANK LLOYD WRIGHT - BARNSDALL HOUSE - LOS ANGELES - 1916.

DESIGN

MARCEL BREUER - VASSILY CHAIR - 1927-28.

MARCEL BREUER - VASSILY CHAIR - 1927-28.

CINEMA

CHARLES CHAPLIN - TEMPOS MODERNOS - MODERN TIMES - EUA - 1936.

CHARLES CHAPLIN - TEMPOS MODERNOS - MODERN TIMES - EUA - 1936.


ARTE – PINTURA – JEAN RENÉ BAZAINE – 1904 – 2001

SEM ARTE NÃO DÁ!!!

MATRÍCULAS ABERTAS PARA O CURSO DE INTERPRETAÇÃO PARA PERFORMANCE – PARA ATORES E DIRETORES DE CINEMA , TEATRO E TELEVISÃO

OS INTERESSADOS DEVEM CONSULTAR A PÁGINA CURSO DESTE SITE OU ENVIAR NOME COMPLETO E TELEFONE PARA CONTATO PARA O EMAIL

luilopreti@hotmail.com

Jean Bazaine foi Pintor, Designer de Vitrais e Escritor Francês. Estudou na Académie Julian, na École des Beaux-Arts por um breve período, continuando sua formação estudando Filosofia e Literatura na Sorbonne em Paris. Expôs pela primeira vez com o também Pintor Jean Fautrier, na Galerie jeanne Castel em 1930 em Paris. De tendência gestual abstrata, buscou nas cores e movimento seus motivos mais significativos. Em 1950 fez sua grande exposição na Galerie Maeght consolidando sua importância como um dos grandes representantes da renovação da Pintura no pós-guerra. Em Vitral fez projetos para a Igreja de Notre Dame em Assy.

JEAN BAZAINE
JEAN BAZAINE

JEAN BAZAINE - LE GRAND ARBRE DANS LA CAMPAGNE - 1947.
JEAN BAZAINE – LE GRAND ARBRE DANS LA CAMPAGNE – 1947.

JEAN BAZAINE - SEA WIND - 1949.

JEAN BAZAINE - SEA WIND - 1949.

JEAN BAZAINE - BRANCHES D`ARBRE - 1951.

JEAN BAZAINE - BRANCHES D`ARBRE - 1951.

JEAN BAZAINE - CHICAGO - 1952.

JEAN BAZAINE - CHICAGO - 1952.

JEAN BAZAINE - SEM TÍTULO - 1955.

JEAN BAZAINE - SEM TÍTULO - 1955.

JEAN BAZAINE - OMBRE SUR LA MER - 1963.

JEAN BAZAINE - OMBRE SUR LA MER - 1963.

JEAN BAZAINE - HOMENAGEM A TURNER - 1976.

JEAN BAZAINE - HOMENAGEM A TURNER - 1976.

JEAN BAZAINE - VITRAL DA IGREJA SANIT SEVERIM PILLAR.

JEAN BAZAINE - VITRAL DA IGREJA SANIT SEVERIM PILLAR.


CURSO DE INTERPRETAÇÃO PARA PERFORMANCE – PARA ATORES E DIRETORES.

INÍCIO 30 DE JUNHO


O Curso de Interpretação para Performances está com matrículas abertas para Atores e Diretores interessados nos processos de desenvolvimento dos métodos de Encenação Modernos de Stanislavsky a Peter Brook. Dividido em módulos o Curso terá neste primeiro módulo quatro aulas ( duas teóricas e duas práticas ): as aulas Teóricas apresentam o Programa do desenvolvimento das Estéticas e Métodos de Encenação do final do século XIX até os dias atuais, num roteiro básico para aprofundamento e pesquisa, enquanto as aulas Práticas acontecem no Parque do Ibirapuera e apresentam as dinâmicas de desenvolvimento sensório e corporal dos métodos teóricos.

O Curso tem como objetivo possibilitar ao aluno amplo transito sobre o desenvolvimento histórico e prático da Arte de representação cênica considerando sua importância fundamental para a práticas em Teatro, Cinema e Televisão.

PARA INSCRIÇÕES E MATRÍCULAS ENVIE SEU NOME COMPLETO E TELEFONE DE CONTATO PARA O EMAL

luilopreti@hotmail.com

MAIS INFORMAÇÕES NA PÁGINA – CURSOS –  DESTE SITE.


TEATRO DE DIONISO - GRÉCIA - ATENAS - SÉCULO V A.C.

TEATRO DE DIONISO - GRÉCIA - ATENAS - SÉCULO V A.C.


ARTE – PINTURA – ALEXEJ VON JAWLENSKY – 1864 – 1941

SEM ARTE NÃO DÁ!!!!

Alexej von Jawlensky Georgewitsch foi um Pintor Russo. Nasceu em Torzhok, mudando-se para Moscou aos 10 anos de idade. Descobriu seu interesse pela Pintura visitando a Exposição Mundial em Moscou em 1880. Em 1886, foi para Munique estudar com Anton Azbe, onde conheceu Wassily Kandinsky, participando da formação da NEUE KUNSLLERVEREINIGUNG MUNCHEN (NOVA ASSOCIAÇÃO DE ARTISTAS DE MUNIQUE ), com forte inspiração colorista. Participou também do grupo Expressionista DER BLAUE REITER ( O CAVALEIRO AZUL ) e depois participou do grupo DIE BLAUE VIER. Desenvolveu em sua Poética essencializando as representações, tornando-se um dos mais importantes menbros do Expressionismo Alemão.

ALEXEJ JAWLENSKY - AUTORETRATO - 1912.

ALEXEJ JAWLENSKY - AUTORETRATO - 1912.

ALEXEJ JAWLENSKY - SCHOKKO MIT TELLERHUT - 1909.

ALEXEJ JAWLENSKY - SCHOKKO MIT TELLERHUT - 1909.

ALEXEJ JAWLENSKY - SCHOKKO COM O CHAPÉU VERMELHO - 1909.

ALEXEJ JAWLENSKY - SCHOKKO COM O CHAPÉU VERMELHO - 1909.

ALEXEJ JAWLENSKY - VIOLETT TURBAN - 1911.

ALEXEJ JAWLENSKY - VIOLETT TURBAN - 1911.

ALEXEJ JAWLWENSKY - PAISAGEM - 1911.

ALEXEJ JAWLWENSKY - PAISAGEM - 1911.

ALEXEJ JAWLENSKY - KOPF IN BLAU - 1912.

ALEXEJ JAWLENSKY - KOPF IN BLAU - 1912.

ALEXEJ JAWLENSKY - BYZANTINERIN - 1913.

ALEXEJ JAWLENSKY - BYZANTINERIN - 1913.

ALEXEJ JAWLENSKY - HEILANDSGESICHT MARTYRER - 1919.

ALEXEJ JAWLENSKY - HEILANDSGESICHT MARTYRER - 1919.

ALEXEJ JAWLENSKY - ABSTRACT HEAD - 1928.

ALEXEJ JAWLENSKY - ABSTRACT HEAD - 1928.


ARTE – MÚSICA – JOHN COOLIDGE ADAMS – 1947

ARTE AMPLIA O OLHAR

MATRÍCULAS ABERTAS PARA O CURSO DE COMPOSIÇÃO PARA O AUDIOVISUAL E ARTE MODERNA INTERDISCIPLINAR

OS INTERESSADOS DEVEM ENVIAR NOME E TELEFONE DE CONTATO PARA O EMAIL

luilopreti@hotmail.com

John Coolidge Adams é um Compositor e Músico dos EUA. Estudou Clarinete na Escola Concord em Neu Hampshire onde se graduou e na Universidade de Harvard ( 1965 ) conduzindo a Orquestra da Sociedade Bach, simultaneamente tocando na Sinfônica de Boston. Como clarinetista apresentou-se como solista no Carnegie Hall na première do Concerto para Clarinete de Walter Piston. Nos anos 70, graduou-se em Harvard e passou a lecionar no Conservatório de Música de São Francisco. Nos anos 80, construiu seu próprio sintetizador analógico trabalhando como Maestro do Conjunto Nova Música compondo suas obras Minimalistas. Compõe Óperas ( como Nixon in China de 1987 ), Música Orquestral, de Câmara, para Voz e Orquestra além dos formatos livres. Vencedor do Prêmio Pulitzer ( 2003 ) tem entre seus principais trabalhos ” Short Ride in a Fast Machine ” de 1986, ” Eros Piano ” de 1989, ” On the transmigration of Souls ” de 2002 e ” Doctor Atomic Symphony ” de 2007 e é considerado um dos mais influentes compositores da Música Minimalista.

JOHN COOLIDGE ADAMS

JOHN COOLIDGE ADAMS