DANÇA E ARTE – A DANÇA COMO ARTE AUTÔNOMA

 

Muito antes do Ballets Russes chegar a Paris, o poéta Stéphane Mallarmé, nas suas reuniões com seus discípulos às terças-feiras já profetizava. ” UMA DANÇA QUE TENHA A MÚSICA COMO ÚNICO GUIA, QUE INVENTE SEU PRÓPRIO ESPAÇO – LIVRE – UMA DANÇA QUE SEJA A EMANAÇÃO DO CORPO E DE SUAS ROUPAGENS…”

Visionário, Mallarmé assistia a Bailarina Loie Fuller e antevia a dança como uma linguagem de arte atônoma, independente da Ópera, no próprio corpo do artísta.

Loie Fuller criava suas próprias composições coreaográficas. Envolvida em véus e com o uso formidável de uma iluminação apropriada, ganhava os movimentos no espaço – não contava uma história e sim explorava a própria expressão dos seus movimentos.

LOIE FULLER – A DEUSA DA LUZ 1885

 

LOIE FULLER - A Deusa da Luz - 1885

 

 

 

 


This entry was posted on quarta-feira, dezembro 16th, 2009 at 13:44 and is filed under Arte Moderna. You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

2 Respostas to “DANÇA E ARTE – A DANÇA COMO ARTE AUTÔNOMA”

  1. Tati Says:

    Lopreto!!!
    Adorei a dica, possuidíssima ela, eu não conhecia!
    Beijos!

  2. lopreto Says:

    Olá Tati – tudo bacana?!”
    Não disse que o site surpreende!…prepare-se para novas postagens!
    Um abração – Lopreto.

Leave a Reply