ARTE – TEATRO – JEAN ANOUILH – 1910 – 1987

SEM ARTE NÃO ROLA!!!


Jean Marie Pierre Lucien Anouilh foi um Dramaturgo Francês. Estudou no Liceu Chaptal e teve como colega Jean Louis Barrault. Trabalhou como copywriter na Publicité Damour onde desenvolveu seus dotes literários e  em seguida trabalhou como secretário para o genial Ator e Diretor Louis Jouvet na Comédie des Champs-Elysées. Entre suas primeiras obras como Dramaturgo temos: ” Humulus le muet ” ( 1929 ), ” L´Hermine ” ( 1932 ) e ” Mandarine ” ( 1933 ). Nos anos 40, influenciado por Jean Paul Sartre e Albert Camus criou ” Antígona ” ( 1943 – adaptação da ” Antígona ” de Sófocles ), peça que desafiou o governo déspota de Vichy. Seu trabalho caracteriza-se pelo domínio dos gêneros ” Drama ” e da ” Farsa “, tornando-o um precursor do Teatro do Absurdo. Entre suas peças podemos citar: ” La Répétition ” ( 1950, ” Médée ” ( 1953 ), ” Le souge du crítica ” ( 1960 ), ” L`Orchestre ” ( 1962 ), ” Le Boulanger, la boulangère, et le petit mitron ” ( 1968 ), ” Les Paissons rouges ” ( 1970 ) e ” Le Cenário ” ( 1975 ). Anouilh ainda escreveu Roteiros para Cinema como: ” Les Degourdis de la onziéme ” ( 1936 ), ” La Citadelle du Silence ” ( 1937 ), ” Sans le Voyageur bagages ” ( 1944 ), ” Anna Karenina ” ( 1948 ), ” Monções ” ( 1952 ), ” Le Chevalier de la nuit ” ( 1954 ) e ” La Ronde ” ( 1964 ). Trabalhou ainda em Roteiros para Televisão e peças publicitárias e é considerado um dos mais completos Dramaturgos do século XX.

JEAN ANOUILH

JEAN ANOUILH


This entry was posted on terça-feira, dezembro 18th, 2012 at 14:16 and is filed under Arte Contemporânea, Arte Moderna. You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave a Reply