ARTE BRASILEIRA – POESIA – INÁCIO JOSÉ DE ALVARENGA PEIXOTO – 1744 – 1793

 

ARTE TODO DIA

 MATRÍCULAS ABERTAS PARA A AULA DE ARTE BRASILEIRA EM SANTOS

MAIS INFORMAÇÕES PELO E-MAIL

luilopreti@hotmail.com

 

Alvarenga Peixoto foi Advogado e Poéta Brasileiro. Fez seus estudos no Colégio dos Jesuítas no Rio de Janeiro, transferindo-se para Portugal onde formou-se em Direto em Coimbra. Amigo do Poéta Basílio da Gama, exerceu o cargo de Juiz de Fora na Vila de Sintra, ainda em Portugal, até voltar ao Brasil onde, a princípio, exerceu o cargo de Senador e depois Ouvidor da comarca de Rio das Mortes ( São João Del Rei – Minas Gerais ).

Com formação acadêmica destacada e elogiada na corte, adotou os ideais e idéias do movimento filosófico libertário Francês – o Iluminismo. Com influência Neoclássica é caracterizado como Poéta do Arcadismo ( Escola literária Européia do século XVIII que inspirava-se nos ideais poéticos Gregos ). Pertenceu ao grupo dos Inconfidentes em Minas Gerais com Cláudio Manuel da Costa, Tomás Antonio Gonzaga ( aparentado seu ), José da Silva Oliveira Rolim, Joaquim José da Silva Xavier ( Tiradentes ) e o delator Joaquim Silvério dos Reis. Foi denunciado, julgado e condenado ao desterro em Angola. Entre seus sonetos mais importantes destacamos ” A SAUDADE “ -

OUVINDO LER NA CADEIA PÚBLICA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO A SUA SENTENÇA DE MORTE

Não me aflige do potro a viva quina;

Da férrea maça o golpe não me ofende;

Sobre as chamas a mão se não estende;

Não sofro do agulhete a ponta fina.

Grilhão pesado os passos não domina;

Cruel arroucho a testa me não fende;

À força a perna ou braço se não rende;

Longa cadeia o colo não me inclina.

Água e pomo faminto não procuro;

Grossa pedra não cansa a humanidade;

O pássaro voraz eu não aturo.

Estes males não sinto; é bem verdade;

Porém sinto outro mal inda mais duro;

- Sinto da esposa e filhos a saudade!

 

FORTALEZA DA BARRA GRANDE, SANTOS, FOTO - FELIPE COSTA.

FORTALEZA DA BARRA GRANDE, SANTOS, FOTO - FELIPE COSTA.

 

 


This entry was posted on quinta-feira, maio 27th, 2010 at 1:10 and is filed under História da Arte Geral. You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

Uma Resposta to “ARTE BRASILEIRA – POESIA – INÁCIO JOSÉ DE ALVARENGA PEIXOTO – 1744 – 1793”

  1. Lauda Says:

    Uau, que fotos. Parabéns ao Felipe.

Leave a Reply