ARTE BRASILEIRA – ARTE INDIA II

 

ARTE INDIA II

MATRICULAS ABERTAS PARA A AULA DE ARTE BRASILEIRA EM SANTOS

MAIS INFORMAÇÕES NO 

luilopreti@hotmail.com

 

A Arte India Brasileira ocorre  nos últimos 10.000 anos com características muito peculiares. As tribos atuais,  herdeiras desta manifestação milenar, continuam a preservar e a exercer suas práticas em todas as suas formas de expressão. Nos usos práticos procuram a perfeição com alto rigor formal e estético, expressam um desejo de beleza e tambem a sua fruição. Como definição, as atividades ou a produção que nomeamos como arte, tem uma característica distintiva de ser mais um modo do que uma coisa, mais forma do que conteúdo, mais expressão do que entidade – nasce das experiências acumuladas ( vividas ) junto a natureza e no aprendizado das suas dimensões, proporções, equilíbrio e peso. Pensam suas criações enquanto objetos únicos onde cada objeto lembra quem os fez e os dias em que foram feitos – não se sabe artística – é executada em geral por quem faz melhor que os outros e se por ventura alguem retirar esta ” obra ” de seu habitat,  seria o mesmo que impor-lhes a perda da fé, pois os indios não mais acreditariam que outros poderiam repetir este feito. Projetam a criação por fidelidade aos padrões estabelecidos, num esforço de integração da tribo, que poderiamos chamar de ” arte comunal “. Cada tribo tem sua identidade e suas criações não são feitas para idolatrar a dominação classista. Texto fonte de pesquisa – Darcy Ribeiro em Historia Geral da Arte no Brasil, Vol. I, ed. Instituto Moreira Salles e Fundação Djalma Guimarães, São Paulo, 1983.

 

ARTE INDIA BRASILEIRA - VASO DA TRIBO KADIWEU.

ARTE INDIA BRASILEIRA - VASO DA TRIBO KADIWEU.

 

ARTE INDIA BRASILEIRA - CESTARIA.

ARTE INDIA BRASILEIRA - CESTARIA.

 

MAUREEN BISILLIAT - PINTURA CORPORAL - XINGU.

MAUREEN BISILLIAT - PINTURA CORPORAL - XINGU.

 

MAUREEN BISILLIAT -  INTERIOR DE OCA COM TORA DECORADA, XINGU.


This entry was posted on sexta-feira, julho 30th, 2010 at 12:55 and is filed under História da Arte Geral. You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave a Reply